10 Perguntas | O Capitão BPI Coimbra I

Todas as equipas precisam do seu capitão. E as equipas do Expresso BPI Padel Trophy não são excepção à regra. Envergar a braçadeira tem as suas vantagens, é certo, mas não há como fazê-lo sem esperar um acréscimo de responsabilidades. Quando a equipa conquista, o capitão ergue o troféu perante a multidão eufórica. Quando o resultado não é o desejado, #ocapitãoresponde pela equipa perante a mesma multidão, desta vez, insatisfeita. Em contagem decrescente para a próxima fase  do Expresso BPI Padel Trophy, fomos conhecer melhor cada uma das empresas participantes, pelas palavras dos seus capitães. Ouvimos Mário Mexia, representante da equipa BPI Coimbra I.

1. Três adjectivos que definam um bom Capitão?

Um lider, dentro, fora de campo e pelo caminho.

2. Porque acharam boa ideia para a empresa participar no Expresso BPI Padel Trophy?

Só participamos pelas t-shirts.

3. Que jogador está mais empenhado em ganhar o troféu?

O que destróis redes.

4. Quais as maiores dificuldades sentidas durante a competição?

A dificuldade em escolher as duplas tal a qualidade dos jogadores.

5. Qual o principal objectivo da equipa dentro da prova?

A nossa ambição não tem limite.

6. Caso ganhem como vão celebrar?

Esperamos uma receção em apoteose na cidade de Coimbra.

7. Que conselho dariam às equipas adversárias?

Não esperem facilidades quando vierem jogar a Coimbra, já é conhecido como um reduto complicado para os adversários, gritar-se-á pelo nome BPI Coimbra durante todas as jornadas.

8. Qual a equipa que vos dava mais gozo defrontarem?

A que vencemos na final.

9. De que forma o lema da equipa se enquadra com o que se pratica dentro da empresa?

Entreajuda e focados a 100% nos objectivos

10. O que leva de melhor desta competição?

O convívio e o gosto pela competição.